Notícias sobre Esporte

Nem Corinthians e Nem Europa: Braz bate o martelo e adeus de Gabigol é para outro rival no Brasil

Marcos Braz fala sobre renovação de Gabigol – Foto: Reprodução

A situação entre Flamengo e Gabigol segue na mesma indefinição. O jogador tem contrato com o clube até o final do ano e não renovou. Dessa forma, já pode assinar um pré-contrato com qualquer equipe do mundo e chegar sem custos em janeiro.

Em meio a isso, ele teve muitas polêmicas, a mais forte quando vestiu a camisa do Corinthians. Como punição, além de multa, perdeu a camisa 10, símbolo do Rubro-Negro. Agora, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, voltou a falar sobre o atacante.

Marcos Braz fala sobre Gabigol

O vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, falou sobre a situação envolvendo a renovação de Gabigol. Segundo ele, tudo será resolvido no momento adequado.

“Com relação à pergunta da renovação dele, posso afirmar, mais uma vez, que a situação será resolvida no momento adequado. Pode ser certeza que em breve isso será resolvido de uma forma ou de outra. De resto o Gabriel sempre teve uma boa relação com a comissão e com todos”, disse Marcos Braz.

Porém, o jornalista André Hernan, informou que Gabigol cumprirá seu contrato com o Flamengo até o fim do ano, mas após isso, seguirá para uma nova equipe, no qual ele ainda irá escolher.

“O pensamento de quem está gerindo a carreira do Gabigol é de que hoje não compensa fazer qualquer movimento de mercado. Não faz o menor sentido. Por qual motivo? O Gabigol tem um contrato, ele tem um salário bom, ele tem uma história no Flamengo e ele ainda tem a conversa do pré-acordo que o Flamengo tirou de campo de última hora na questão da renovação”, disse o jornalista.

Vale destacar que mesmo sem definição, Gabigol e o Flamengo negociavam uma renovação. Porém, após o episódio da camisa, o presidente Rodolfo Landim se revoltou e tudo esfriou ainda mais.

Gabigol tem julgamento adiado

Gabigol foi suspenso por não colaborar com o exame antidoping em 2023. Dessa forma, ficou um mês sem jogar, mas conseguiu o efeito suspensivo. Em seguida, a defesa do atleta recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) na Suíça.

Dessa forma, eles buscam reverter de vez a decisão da suspensão por dois anos, alegando ser um ato desproporcional, inclusive, com histórico de testes negativos do jogador do Flamengo. O julgamento foi marcado para o último dia 5 de junho.

O jogador já estava na Suíça, porém, o julgamento foi adiado. Agora, uma nova data será definida, mas a tendência é que seja apenas no segundo semestre.